Other Languages

segunda-feira, 27 de março de 2017

WCQ. Irlanda do Norte continua a recolher frutos da presença no último Euro

Zona Europeia 
Fase de Grupos 
Grupo C - 5ª Jornada

Irlanda do Norte 2 Noruega 0

Golos: Ward, Washington

A Irlanda da Norte foi uma das selecções que aproveitou a presença no Euro 2016 para evoluir. A equipa mantém alguns princípios tradicionais, mas aprendeu jogar com a bola no pé.

Os jogadores já não utilizam apenas o kick and rush, preferindo soluções tácticas que podem surpreender os adversários. A qualidade individual também subiu devido à presença de craques na Premier League. As três vitórias em cinco partidas só espantam quem não acompanha o percurso da selecção na fase de grupos.

No sentido oposto está a Noruega, sendo mais uma vítima da crise do futebol nórdico. A falta de jogadores que se destacam não pode ser desculpa para terem conquistado uma vitória contra São Marino. 

A Irlanda do Norte ocupa a segunda posição que permite lutar pelo play-off.

WCQ. Escócia regressa às vitórias e à luta pelo segundo lugar

Zona Europeia
Fase de Grupos
Grupo F - 5ª jornada

Escócia 1 Eslovénia 0

Golo: Chris Martin

Um golo de Chris Martins aos 88 minutos deu um triunfo justo à equipa escocesa. Os anfitriões dominaram o encontro porque só uma vitória interessava, para, pelo menos, alcançar o segundo lugar do grupo e participar no play-off.

A Escócia foi a única formação com vontade de vencer, já que, o ponto mantinha a Eslovénia com os mesmos pontos da Eslováquia. O resultado poderia ter sido favorável aos escoceses na primeira parte, mas os ferros da baliza impediram, por duas vezes, Griffiths de ter sucesso. A justiça só chegou perto do final do jogo numa jogada interessante concluída por Martin na grande área. 

A vitória coloca a Escócia no quarto lugar e com possibilidade de lutar pelo segundo posto, embora com menos dois pontos que a Eslováquia. A Eslovénia fica em terceiro com oito pontos.

domingo, 26 de março de 2017

WCQ. Polónia continua sem ter rivais à altura

Zona Europeia
Fase de Grupos
Grupo E - 5ª jornada

Montenegro 1 Polónia 2

Golos: Mugosa - Lewandowski, Zielinski

A Polónia tem um pé e meio no campeonato do mundo, embora ainda faltem 15 pontos em disputa. 

O primeiro golo surgiu de um grande pontapé do inevitável Lewandowski antes do intervalo.

Apesar da desvantagem, os montenegrinos reagiram bem, mas apenas no segundo tempo. O tento de Mugosa trouxe alguma justiça ao resultado.

O empate durou pouco tempo, já que, a Polónia confirmou nova superioridade por Zielinski. Os polacos continuam a mostrar bom futebol assumindo-se como uma das melhores equipas europeias por culpa das constantes presenças em grandes competições.

O triunfo coloca os polacos com mais seis pontos que a dupla de segundos lugares constituída pelos montenegrinos e a Dinamarca. 

WCQ. Defoe regressa à selecção com mais um golo

Zona Europeia
Fase de Grupos
Grupo F - 5ª jornada

Inglaterra 2 Lituânia 0

Golos: Defoe, Jamie Vardy

Os ingleses continuam na frente da classificação depois de uma vitória tranquila sobre a Lituânia. 

Apesar de tudo, a selecção inglesa não realizou uma grande exibição, optando por jogar o menos possível, porque se aproxima a fase decisiva da Premier League. 

O desafio marcou o regresso de Jermain Defoe à selecção após quatro anos de ausência. O primeiro golo foi um enorme prémio.

WCQ. Laranja continua sem ter jogadores para voltar a uma grande competição

Zona Europeia 
Fase de Grupos
Grupo A - 5ª jornada

Bulgária 2 Holanda 0

Golos: Delev 2

A laranja começa a perder sumo à medida que se ausenta das grandes competições internacionais.

A renovação da selecção é lenta e construída sob maus resultados, podendo parar a evolução de algumas unidades. O exemplo mais gritante foi a estreia do jovem central De Ligt com apenas 17 anos. O jogador do Ajax teve culpa nos dois golos da Bulgária, tendo saído após o descanso. 

A verdade é que não há material para fazer melhor, pelo que, Danny Blind tem de se contentar com alguns jogadores cujo rendimento continua inconstante. As novas coqueluches Bas Dost e Klaasen jogaram muito mal e nem sequer a pouca ajuda de Robben e Sneijder consegue manter a Holanda na luta pelo apuramento.

A Bulgária só teve de aproveitar os erros de uma equipa que nem sequer mantém um guarda-redes fixo. 

Os problemas da selecção holandesa são enormes e não se podem resolver em dois anos. O crescimento dos jogadores também passa pelo sucesso dos clubes nas competições europeias.

sábado, 25 de março de 2017

WCQ. Quaresma, Ronaldo e André Silva são decisivos nos dois esquemas de Santos

Zona Europeia
Fase de Grupos
Grupo B - 5ª jornada

Portugal 3 Hungria 0

Golos: Cristiano Ronaldo 2, André Silva

A entrada de André Silva no onze mudou a forma de jogar da selecção nacional, mas também a atitude. O técnico Fernando Santos tem possibilidade de utilizar dois sistemas tácticos sem proceder a invenções como aconteceu no Euro 2016. 

O 4x3x3 e o 4x4x2 estão presentes em campo porque há um ponta-de-lança com qualidade para perceber os movimentos da equipa. André Silva marca golos e ainda permite liberdade a Cristiano Ronaldo e Ricardo Quaresma. Os dois craques deambularam pelo campo, fazendo o que quiseram como se fossem miúdos. As ameaças surgiram de fora de área, através de livres e com cruzamentos letais que apanharam desprevenidos a fraca defesa do adversário. 

A presença de um avançado com nível para incomodar foi suficiente para a história do encontro não ter sido o mesmo que no campeonato da Europa. A Hungria também piorou relativamente ao ano passado, já que, não existiu em todo o jogo, sendo totalmente ineficaz no ataque. A nível defensivo também registaram falhanços importantes. 

A partir de agora, Fernando Santos tem material humano para colocar a equipa a jogar bem, não só porque Ronaldo e Quaresma são jogadores de topo, mas também pelo nível dos substitutos. Bernardo Silva jogou como segundo avançado, embora no final tivesse passado para extremo, podendo ter feito o 4-0. O jogador do Mónaco necessita de ser colocado no flanco em vez de continuar no centro.

O número de golos marcados pela selecção portuguesa assume importância porque o segundo factor de desempate em caso de igualdade pontual é a diferença entre golos marcados e sofridos. 

WCQ. Helvéticos conquistam cinco vitórias na primeira volta da qualificação

Zona Europeia
Fase de Grupos
Grupo B - 5ª jornada

Suíça 1 Letónia 0

Golo: Drmic

Um golo solitário de Drmic aos 66 minutos permitiu aos helvéticos concluírem a primeira volta com cinco vitórias. Um registo notável para uma formação que não realizou um grande Euro 2016.

O triunfo dos anfitriões foi dificultado pela entrega dos letões, que lutaram até à exaustão em cada lance. O problema tem a ver com a falta de qualidade no plano ofensivo. 

A Suíça não efectuou uma grande primeira parte, mas no segundo tempo as oportunidades sucederam-se antes e depois do golo. 

O registo da Suíça na primeira volta obriga Portugal a dar o máximo frente à Hungria e nos restantes jogos. Tendo em conta o que se passou nos cinco desafios, a decisão do primeiro lugar do grupo poderá ser discutida na última jornada entre portugueses e suíços.